top of page

A Idade não é um Obstáculo: Combatendo o Etarismo e Defendendo o Direito de Sonhar

Atualizado: 19 de abr. de 2023



O etarismo é um preconceito que muitas vezes passa despercebido, mas que afeta negativamente as pessoas mais velhas em várias áreas da vida. É uma palavra que está na moda, e etarismo é uma forma de discriminação que pode ser vista no mercado de trabalho, na educação, no acesso à saúde, na política e na vida social em geral. Infelizmente, isso muitas vezes impede as pessoas mais velhas de perseguir seus sonhos e metas pessoais.

O impacto do etarismo é especialmente sentido em relação a carreiras e empreendimentos que exigem anos de formação ou experiência. Infelizmente, essas oportunidades são muitas vezes negadas a pessoas mais velhas que são percebidas como menos capazes ou menos valiosas. Isso é uma grande injustiça, uma vez que a idade não deve ser um fator determinante na realização dos nossos sonhos.

É importante lembrar que todas as pessoas, independentemente da idade, têm o direito de sonhar e buscar suas paixões e objetivos. Pessoas mais velhas trazem sabedoria e experiência para a mesa, o que as torna valiosas em muitos aspectos. É injusto privá-las de oportunidades com base em sua idade.

Além disso, a diversidade em todas as suas formas é essencial para uma sociedade saudável e próspera. Isso inclui a diversidade de idade, e é importante reconhecer o valor das pessoas mais velhas e dar-lhes o respeito e as oportunidades que merecem. Quando valorizamos a diversidade, podemos aprender com as diferentes perspectivas e experiências de vida de cada indivíduo.


Mas como combater isso? Vamos aos exemplos. Exemplos são a melhor forma de entender como podemos seguir caminhos para combater essa descriminação. Obviamente são necessárias políticas públicas que possam reduzir os impactos do etarismo, como por exemplo campanhas contra a descriminação. Algumas empresas de consultoria já estão se especializando em processos de contratação que privilegiam pessoas mais velhas, e não se engane, o etarismo já chega a atingir qualquer pessoa acima de 30 anos, isso mesmo, a considerada meia idade já é muitas vezes descriminada pelo mercado de trabalho. Exemplos mais específicos para inclusão de pessoas idosas aparecem em diversas cidades. Um exemplo que sempre gosto de citar é a cidade de Santos, no litoral paulista. A cidade de Santos conta com 80 mil idosos (20% da população), e atrai mais e mais a cada ano pela sua qualidade de vida. Para incluir os idosos no setor de turismo a Prefeitura criou um projeto que se chama Vovô Sabe Tudo, uma proposta interessante, veja como funciona. Os idosos são selecionados e treinados para ficarem em pontos específicos da cidade dentro da rota turística, e recepcionam os turistas contando as suas histórias de vida e experiências na cidade. Eu tive a chance de conhecer alguns vovôs e vovós sabe tudo na cidade, e garanto para vocês, as aulas de história que tive com eles são inesquecíveis.

Alguns exemplos tem se tornado comuns, como o de pessoas idosas atuando no setor da educação de crianças, desenvolvendo novas habilidades e criando novos negócios que dependem de confiança, paciência e habilidades que demoram longos períodos para serem desenvolvidas e são talentos que podem ser absorvidos pela sociedade.

Mas o mundo corporativo aceita isso?

Um artigo da revista Forbes de 2018 divulgou uma das pesquisas mais aprofundadas sobre a relação entre idade e sucesso em startups foi conduzida por pesquisadores do MIT, Northwestern, Wharton e do U.S. Census Bureau. Eles descobriram que a idade média dos fundadores de startups nos Estados Unidos era de 42 anos. A idade média dos fundadores de startups de alta tecnologia (onde se poderia presumir que os fundadores são mais jovens) era de 43 anos. E a idade média dos fundadores dos raros unicórnios de crescimento ultra-rápido (os 1 em 1.000 empreendimentos de crescimento mais rápido) era de 45 anos.



A pesquisa mostra que a probabilidade de sucesso como fundador aumenta com a idade até os 60 anos. Quanto mais velho você fica, maior é a probabilidade de sucesso. Um fundador de 50 anos tem duas vezes mais chances de construir uma empresa próspera que tenha um IPO ou uma aquisição bem-sucedida do que um fundador de 30 anos. E você não precisa necessariamente ter prática como empreendedor para se tornar um. A maioria dos fundadores de sucesso trabalhou em empresas corporativas ou em outros empregos antes de iniciar seu empreendimento.


Busca de soluções.


Quando reconhecemos o valor das pessoas mais velhas e lhes damos as oportunidades que merecem, estamos construindo uma sociedade mais justa e equitativa para todos. Combater o etarismo e garantir o direito de sonhar dos idosos é uma tarefa que será cada vez mais necessária em nossa sociedade. A Fábrica dos Sonhos, é uma organização que trabalha também com a questão do etarismo e busca garantir direitos dos idosos de sonhar e realizar seus sonhos. Trabalhar projetos de vida nunca é tarde demais, há sempre oportunidade para criar e desenvolver novas habilidades e apoiar nossa sociedade. Corremos riscos imensos de perder grandes descobertas e melhorias na nossa sociedade quando aposentamos mentes e corpos de nossos idosos de forma compulsória. Se você lê esse texto, entenda que um dia você também pode ser vítima de etarismo, então que tal ajudar a combater isso desde já?

A Fábrica dos Sonhos busca em um de seus grupos de trabalho equilibrar questões de educação e sonhos. Nosso trabalho em nossa sede rural e também o trabalho que realizamos em escolas é fundamental para criar uma cultura do bem viver e garantir o direito de sonhar para todos.


Conheça nossos projetos, visite nosso site e apoie essa causa! Visite nosso site: www.fabricadossonhos.net

Acesse nosso Instagram e Facebook: @realizecomafabrica


Doe para a Fábrica dos Sonhos clicando abaixo.



Texto: Herbert Santo de Lima

Herbert, mais conhecido como Herbie, é professor, biólogo, mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela London School of Economics (LSE), especialista em sustentabilidade, jogos cooperativos e cultura de paz, e sonha em plantar seu próprio alimento.


A Fabrica dos Sonhos não se responsabiliza pela opinião dos autores.


16.943 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page